Vila Mariana - São Paulo - SP
Vila Mariana
São Paulo/SP

Como preservar corretamente os alimentos no freezer

02/07/2015
visibility 884

Congelar é uma excelente saída para quem precisa armazenar por mais tempo os alimentos. Sejam crus ou já prontos, alguns podem durar meses se armazenados corretamente dentro de um freezer. Entretanto, alguns erros podem comprometer o estado deles e até mesmo prejudicar a saúde da família. Para não correr riscos e não desperdiçar nenhum ingrediente, confira cinco dicas:

O que não congelar?

Apesar de conseguirem preservar diversos alimentos por um grande período de tempo, os freezers não podem congelar qualquer produto. Entre eles, se destacam ovos com casca, maionese, chantilly, iogurte, verduras com folhas, pudins, tomate, batata, pepino, salsão, creme de leite, queijos cremosos, macarrão sem molho, cremes e frutas como banana e pera.

O que congelar?
E o que pode ser congelado, então? Frutas em geral, legumes, carnes, aves, peixes, pães, leite e derivados podem entrar no freezer. É importante ressaltar que eles devem seguir alguns critérios, como estarem acomodados em potes e sacos plásticos para evitar qualquer contaminação.

Temperatura do freezer
A temperatura indicada para o congelamento é de menos 18ºC. Ela geralmente só consegue ser atingida em freezers e não em congeladores das geladeiras comuns. Por isso, é importante adquirir o aparelho certo para garantir que a segurança venha em primeiro lugar. Os modelos mais modernos dispensam até mesmo qualquer trabalho com acúmulo de gelo e descongelamento, sendo que há ainda os que vêm acoplados à geladeira (vale a pena pesquisar aqui).

Organização
Uma parte fundamental de todo o processo, a organização deve estar presente desde a primeira parte do congelamento. Ou seja, assim que o alimento estiver pronto para ser congelado, é preciso que ele esteja corretamente embalado. A melhor opção são os sacos nos quais é possível embalar a vácuo, para ocupar menos espaço. Neles é importante também anotar com uma caneta permanente a data e o conteúdo, controlando melhor o tempo que estão guardados e sua utilização.

Descongelamento
Essa parte também é importante, afinal, não adianta nada preservar bem por dias e acabar perdendo algum vegetal na hora de consumi-lo. Carnes, massas com molhos e aves devem ser descongelados lentamente, por serem também mais sensíveis às variações de temperatura. Os pratos prontos podem ir direto para a panela ou para o forno, fazendo com que a comida não perca água e se mantenha suculenta. Nunca recongele alimentos, essa prática também é prejudicial e acaba juntando bactérias. Depois de descongelar, é importante consumir rápido os alimentos. As carnes, por exemplo, devem ser preparadas em no máximo 48 horas, já os peixes precisam ir direto para a panela.